Faço como Vejo

"Por último, meus irmãos, encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente. Ponham em prática o que vocês receberam e aprenderam de mim, tanto com as minhas palavras como com as minhas ações. E o Deus que nos dá a paz estará com vocês (Filipenses‬ ‭4:8-9‬‬)

Há poucos dias vi nas mídias sociais a foto de uma mãe com a sua filha de menos de um ano. A mãe estava agachada no jardim da casa, e sua pequena filha na mesma posição que ela. O pai achou tão engraçado que tirou uma foto e postou.

Este fato ilustra a questão de que nossos filhos aprendem muito mais de nós pelo que fazemos do que pelo que dizemos. Logo, nós como filhos, aprendemos alguns comportamentos de nossos pais e provavelmente os estamos reproduzindo em nossas vidas e famílias. Os hábitos e comportamentos da nossa família de origem influenciam também os nossos. Podemos adquirir tanto bons como maus comportamentos e hábitos.

E o que muitas mulheres detestam pode vir a ocorrer, passar a se comportar como suas mães. Para evitar isto é preciso identificar os maus comportamentos adquiridos e transformá-los em bons padrões de comportamento.

Certa pesquisadora identificou cinco maus comportamentos usuais das mães:

  1. Centralizadora - procura controlar a vida da sua filha;
  2. Desaparecida - torna-se ausente física e emocionalmente;
  3. Crítica - muito crítica, e não fica chateada de chamar sua filha de muito alta, baixa, gorda ou magra;
  4. Fantoche Impotente - não consegue fazer nada por si mesma, depende dos outros para tudo, e
  5. A rainha do drama - a vida é o maior drama que ela vive.

Mas se as mães podem se comportar assim, os pais também possuem uma lista de maus comportamentos que os filhos podem adquirir:

  1. Narcisista - acha que tudo é sobre ele;
  2. Desaparecido - torna-se ausente física e emocionalmente;
  3. Crítico - somente critica ou nunca encoraja;
  4. Café com Leite - passivo e nunca toma o controle, e
  5. Senhor pulmão - grita para convencer a família.

Estes padrões podem afetar o casamento a tal ponto que se o garoto vê seu pai desrespeitando sua mãe, ele poderá tanto agir assim com sua esposa como poderá tornar-se passivo como sua mãe. Assim também com a esposa.

Talvez seus pais tenham sido um bom modelo de casamento, mas o seu cônjuge não teve isto. Você espera que seu cônjuge comporte-se como seus pais, mas ele(a) não sabe fazer assim, pois nunca viu este comportamento antes e não sabe como agir, gerando frustração.

E as regras da família? Pode-se falar durante as refeições ou não? Onde se aperta o tubo da pasta de dente, no meio ou na ponta? Como citei em outro texto, na minha casa a salada era temperada com azeite e na casa da Telma com vinagre, e tivemos que combinar até isto.

Portanto, um casamento saudável é baseado em respeito e adaptação às mudanças e diferenças. Nossos pais não são perfeitos, assim como nós, que poderemos errar em alguma situação.

Para entender como eles se comportavam e se isto está lhe influenciando, observe se seus pais demonstravam amor e respeito um pelo outro, em público e em particular. Se os filhos foram tratados como ídolos colocando o casamento em segundo plano, ou se houve um balanceamento. Eles usavam palavras suaves um para com o outro ou eram sarcásticos ou abusivos. Suas palavras traziam cura ou ferida, e se eles demonstravam um coração grato a Deus por terem um ao outro e pelos dons concedidos a eles.

Verifique a saúde do seu casamento e tome a decisão de rever os maus comportamentos adquiridos. Vá a um seminário, conferência ou encontro de casais ao menos anualmente para fazer um inventário dos comportamentos a melhorar, dos maus hábitos a mudar e encontrar o caminho do aperfeiçoamento.

Nos versículos acima o Apóstolo Paulo nos ensina a encher nossas mentes com tudo o que é bom e colocar em prática o que ele falou com palavras e com ações. Então, identifique bons modelos de comportamento, coloque-os em prática em seu casamento e viva cada dia melhor.

PARA EXERCITAR COM SEU CÔNJUGE

“Pai celestial, te agradeço pelos meus pais e por tudo que me ensinaram. Eu os perdoo por todo mau comportamento e hábito que me influenciou negativamente e peço que o Senhor possa me ensinar a agir de uma maneira agradável, respeitosa e amorosa para com meu cônjuge. Amém!"

Luis Antonio Luize

Firmado na Rocha

Isaías 28:16 Portanto, assim diz o SENHOR Deus: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, pedra já provada, pedra preciosa, angular solidamente assentada; aquele que crer não foge. (Versão Revista e Atualizada)

Versão NTLH: pedra principal do alicerce

Versão Atualizada e Fiel: pedra preciosa de esquina

Versão NVI: preciosa pedra angular para alicerce seguro

Naturalmente este texto fala a respeito de Cristo e não de Pedro conforme creem algumas igrejas.

O que é pedra angular, de esquina? É um ALICERCE. Algo aonde se apoia uma construção.

Os pilares ou colunas ficam sobre o alicerce.

GREGOS

Muitas das construções gregas estão ainda estão em pé. Possuem colunas altíssimas e, portanto devem estar firmadas em algo bastante sólido, além de serem também firmes.

Passei alguns meses em Belo Horizonte, e por todo lado que se olha tem minério. Eles literalmente constroem suas casas sobre minério de ferro. Rocha para lá de sólida. Isto me chamou muito a atenção.

CONSTRUÇÕES ATUAIS

Dependem muito do terreno para definir o tipo de fundação ou alicerce a ser usado. Se for uma região que sofre com terremotos ou furacões, então haverá preocupações adicionais para evita-las.

Tem países que constroem pensando em furacões ou terremoto, como Japão, Chile, Taiwan e outros tantos. Soube de um caso peculiar de uma casa em Taiwan que se deslocou mais de 100 metros após um terremoto e ficou quase intacta. Seus alicerces é que permitiram isto.

ALICERCE ERRADO

Um alicerce errado pode derrubar a casa dependendo de como é feita. Lembremo-nos de vários casos no Brasil, como os Edifícios Palace I e II no RJ, um outro em Guaratuba no PR, e outros tantos que vocês devem se lembrar. Problemas no alicerce ou nas colunas derrubam uma construção.

E se os alicerces estiverem comprometidos será bastante difícil trocá-lo, talvez impossível. Se for feito pode ser muito custoso, caro e pode trazer dissabores aos proprietários.

Por outro lado, dependendo de como são os alicerces a casa pode até ser transportada.

Isto ocorre em alguns países.

Na foto abaixo o casal ganhou a casa desde que conseguissem retirar do terreno em que estava, pois iriam construir um grande empreendimento no local. Eu morei numa casa que mudou de lugar. Morava numa cidade do interior do Paraná chamada Campo Mourão. Meu pai alugava uma casa que ficava na parte da frente de um terreno bem grande.

Certo dia o dono do terreno desejou construir um empreendimento comercial na frente e lucrar com seu aluguel, mas a nossa casa estava na área em que se ergueria a construção. O construtor então chamou uma equipe especializada que transportou a casa uns 20 a 30 metros para o fundo do terreno. Foi bem interessante, colocaram macacos hidráulicos nos pontos de apoio da casa, levantaram e retiraram os alicerces e depois abaixaram sobre troncos roliços. A cada dia puxavam um pouco, e assim, mudei de lugar todo dia durante uns 40 dias, com a gente morando na casa. Como eu era criança para mim foi um divertimento, não sei se para os adultos foi tão legal assim.

QUAL É A CASA?

Mas a pergunta que fica é: Qual é a casa?

Você é a casa! A Palavra de Deus nos diz que somos casa espiritual, um templo espiritual.

QUAIS SÃO OS ALICERCES DESTA CASA?

Os alicerces podem ser Malignos. Satanás se apoia sobre colunas de maldade e constrói principados sobre gerações inteiras de famílias. Vemos quantas casas espirituais que estão completamente abaladas e desestruturadas.

Os alicerces podem ser Divinos. Deus Pai apresenta Jesus - Deus Filho – como o alicerce experimentado e precioso, a pedra de esquina, angular. Quem se apoia sobre Ele jamais será confundido ou abalado.

Sobre estes alicerces construímos as colunas de nossas vidas e colocamos as paredes da nossa casa espiritual.

QUAIS SÃO AS COLUNAS?

Seu padrão de vida, seus valores, sua forma de pensar e agir são as colunas da sua casa.

Alguns nasceram em lar cristão, e deveriam possuir bons valores e costumes, mas nem sempre é verdade, pois podem simplesmente não ter aceitado o ensino de seus pais, lideres, pastores e anciãos experientes.

Outros vieram do mundo, e podem ou não possuir valores deturpados. Sei de muitos que estão no mundo e possuem bons valores, colunas boas, mas sem qualquer tipo de alicerce espiritual que os conduza para a vida eterna.

O fato é que nossas colunas podem não ter sido feitas corretamente, e por diversos motivos.

E, finalmente, após tudo isto nos tornamos no que somos hoje, com nosso conjunto de valores, costumes e atitudes.

COMO DEUS AGE EM NÓS

Fomos gerados em pecado devido a Adão, alguns gerados mesmo durante um ato pecaminoso, como fruto de pecado, outros de maneira correta, mas de qualquer forma, ainda sem salvação.

Um dia aceitamos Jesus e então entramos em reforma espiritual. Nosso alicerce é trocado por um alicerce divino e passamos a ser inspecionados por Deus, que verifica a casa toda e deseja reformar para termos uma casa nova, inabalável e eterna.

Algumas destas casas de tão ruins precisam ser colocadas totalmente abaixo e refeitas. Em todas ele troca o alicerce para JESUS A PEDRA DE ESQUINA, PROVADA E EXPERIMENTADA.

Sua casa está preparada para uma troca de alicerce? Ou você já trocou o alicerce para Jesus? Quem é que conduz a sua casa?

Então ele passa a examinar a casa toda. Nossas colunas são visitadas pelo construtor e inspecionadas. São Colunas fortes ou fracas? Suportam a provação ou não?

Um bom construtor inspeciona a obra toda para garantir que esteja firme.

Não fique pensando que suas lutas é por que: O diabo está contra você ou Deus te desaprovou ou rejeitou

É arrumação de Deus na tua vida / casa.

DEIXA ELE TE REEDIFICAR E REEDUCAR.

COLUNAS SENDO VISITADAS

CONCLUSÃO

Precisamos no voltar para o Senhor, o Deus Vivo. Precisamos mudar nosso modo de agir de mundano para santo.

Deus está ansioso para nos conceder tudo que necessitamos e desejamos. Se você já aceitou Jesus, então já possui um novo alicerce, mas as colunas precisam ser trocadas por colunas santas, e, enquanto isto não ocorrer, você poderá ter luta numa área da sua vida.

VISÃO

Quando preparava esta mensagem o Senhor me deu uma visão de um caminho e uma pessoa à beira, saindo do caminho de Deus e por isto tendo dificuldades na vida, sofrendo. Então o Espírito Santo me disse: estão em dificuldades / luta, pois precisam voltar ao caminho, mudar as colunas da sua vida. Sofrem, pois não permitem que Eu opere e reconstrua suas casas.

Isaías 30:21 diz: Se vocês se desviarem do caminho, indo para a direita ou para a esquerda, ouvirão a voz dele atrás de vocês, dizendo: "O caminho certo é este; andem nele”.

Jacó errou e passou sua herança ruim para os filhos, mas ao final da vida havia aprendido. José escutou o pai e mudou seu caminho, por isto prosperou, mas os demais filhos foram rebeldes e sofreram, assim como seus descendentes.

Mas Jesus veio para nos libertar de toda herança pecaminosa, em Hebreus 8:12 nós lemos: Pois eu perdoarei os seus pecados e nunca mais lembrarei das suas maldades / iniquidades.

Por que Ele faz isto? Porque nos ama e deseja nos reedificar unicamente Nele.

Volte-se para o Senhor agora mesmo.

Quebre estas tendências da tua vida, tais como: Imoralidade, bancarrota, infidelidade, ódio, desentendimento, mentira, trapaça, tristeza, solidão, amargura, inferioridade, medo, pânico, depressão, pesadelo, ciúmes, ansiedade, nervosismo, idolatria, agressividade, furto, vicio, rebeldia, malicia, homossexualismo, lesbianismo, pornografia, problemas, no casamento, ganancia, retenção do dízimo, consumismo, e tantas outras.

Hoje Jesus quer trocar alguns alicerces da tua casa espiritual, do templo do Senhor que é você.

Te convido a fazer esta oração:

Senhor Jesus, primeiramente quero declarar que desejo que a minha casa espiritual esteja firmada na rocha que és tú.

Te aceito como meu único e suficiente salvador e entrego todas as áreas da minha vida ao teu senhorio, para que reine como príncipe sobre a minha vida, pois confio que tens o melhor para mim e para aqueles que amo.

Assim, levanto a minha voz para que todo o reino físico e espiritual possa ouvir, que rejeito todo o principado maligno de sobre a minha vida e estabeleço Jesus como meu Senhor.

Peço que mude todas as minhas tendências e heranças que não são agradáveis a ti, tais como: Imoralidade, bancarrota, infidelidade, ódio, desentendimento, mentira, trapaça, tristeza, solidão, amargura, inferioridade, medo, pânico, depressão, pesadelo, ciúmes, ansiedade, nervosismo, idolatria, agressividade, furto, vicio, rebeldia, malicia, homossexualismo, lesbianismo, pornografia, problemas, no casamento, ganancia, retenção do dízimo, consumismo e os demais que o Senhor identifica em mim.

Me reconduz aos teus caminhos, pois ouço a tua voz e obedeço ao teu chamado.

Senhor Jesus, que minha vida possa agradar unicamente a ti e assim poder te adorar por toda a eternidade. Amém.

O Filho Pródigo

Li inúmeras vezes a parábola do Filho Pródigo e outro tanto meditei e preguei nesta palavra.

Sempre me chamou a atenção o fato do pai entender de que não possuía o coração do filho e portanto o liberou para ir fazer o que desejava seu coração.

Fez isto porque entendia que ao reconhecer o que tinha voltaria para ele arrependido. Uma atitude de extremo amor, pois enquanto nós pessoas humanas temos por interesse que as pessoas, principalmente os filhos, fiquem por perto, este pai desejava mais do que isto, queria o coração do seu filho.

Se nós adotassemos esta mesma estratégia, seria o equivalente a reconhecer que algum filho(a) pode estar em casa mas simplesmente não aceitar as atitudes do pai para com o mãe, mesmo que haja entre eles aquilo que se espera de um relacionamento abençoado. Tudo por não estar com seu coração na família.

De qualquer maneira, este pai privou-se da presença física do filho para poder obter depois não somente a presença física, mas sobretudo a emocional.

Mas estes dias estava meditando neste texto mais uma vez e então entendi al go novo. O pai que é citado aqui neste texto não é nada mais nada menos do que o próprio Deus.

Este criou o mundo e a raça humana, mas esta não lhe entregou o coração, de fato, desejou viver a sua própria vida. Como conclusão nada obteve e ficou num lugar muito ruim.

Desejou então voltar à casa de Deus, à Sua presença, de onde nunca deveria ter saído. O próprio Deus estava lá aguardando ansiosamente a sua volta.

Ao chegar, recebe um anel no dedo, significando que não seria tratado como servo, mas como filho. Seu ultraje foi perdoado, agora pode entrar na casa do Pai novamente e viver junto com Ele.

Deus espera ansiosamente pela volta de todos os seus filhos à sua casa para que possam viver em paz e harmonia. Desejo além de nossa presença, que haja ainda vontade em nossos corações de buscar a Sua presença.

Esta situação ocorre todos os dias no mundo. Faz algum tempo estavamos num retiro da igreja e nosso Deus falou claramente a um dos jovens presentes lá: "veja como está a sua vida e o que você obteve pela sua própria força!". Este jovem estava simplesmente querendo viver e realizar pelas suas próprias forças, sozinho, distante do Pai.

Ao reconhecer que precisava de Deus e mais do que isto, que Deus ansiosa por estar com ele e o auxiliar, foi imediatamente cheio de vigor e frescor de vida, mudando completamente seu ânimo.

Deus quer se relacionar com você e caminhar junto tratando como filho amado. Deixe-se ser amado pelo Pai Celestial.

Lucas 15:11 E Jesus disse ainda:
— Um homem tinha dois filhos. 12 Certo dia o mais moço disse ao pai: “Pai, quero que o senhor me dê agora a minha parte da herança.”
— E o pai repartiu os bens entre os dois. 13 Poucos dias depois, o filho mais moço ajuntou tudo o que era seu e partiu para um país que ficava muito longe. Ali viveu uma vida cheia de pecado e desperdiçou tudo o que tinha.
14 — O rapaz já havia gastado tudo, quando houve uma grande fome naquele país, e ele começou a passar necessidade. 15 Então procurou um dos moradores daquela terra e pediu ajuda. Este o mandou para a sua fazenda a fim de tratar dos porcos. 16 Ali, com fome, ele tinha vontade de comer o que os porcos comiam, mas ninguém lhe dava nada. 17 Caindo em si, ele pensou: “Quantos trabalhadores do meu pai têm comida de sobra, e eu estou aqui morrendo de fome! 18 Vou voltar para a casa do meu pai e dizer: ‘Pai, pequei contra Deus e contra o senhor 19 e não mereço mais ser chamado de seu filho. Me aceite como um dos seus trabalhadores.’ ” 20 Então saiu dali e voltou para a casa do pai.
— Quando o rapaz ainda estava longe de casa, o pai o avistou. E, com muita pena do filho, correu, e o abraçou, e beijou. 21 E o filho disse: “Pai, pequei contra Deus e contra o senhor e não mereço mais ser chamado de seu filho!”
22 — Mas o pai ordenou aos empregados: “Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Ponham um anel no dedo dele e sandálias nos seus pés. 23 Também tragam e matem o bezerro gordo. Vamos começar a festejar 24 porque este meu filho estava morto e viveu de novo; estava perdido e foi achado.”
— E começaram a festa.

Bodas de Prata

Na última terça-feira completei vinte e cinco anos de fiel matrimônio. Para comemorar resolvi escrever um texto para minha esposa contando sobre como nos conhecemos. Durante a cerimônia pedi a um irmão que fizesse a leitura enquanto podia olhar para ela e observar sua surpresa. Foi ótimo, a igreja toda foi edificada e eu igualmente.

Leiam o texto abaixo... e vejam o vídeo aqui.

Telma, neste 21 de junho de 2011 comemoramos vinte e cinco anos de feliz matrimônio -  bodas de prata. Olhava para casais com estas alianças que contêm ouro branco e sempre imaginei que eram muito bem sucedidos, davam-se muito bem e eram felizes.

Agora que chego nesta data, entendo o que ela significa e vejo que estava certo. Bodas de prata é a conquista de um casal que leva a sério a Aliança Matrimonial citada pelo pastor no momento do casamento. Pois naquele momento o pastor pronuncia os votos "Promete amá-la, honrá-la, consolá-la e protegê-la na enfermidade ou na saúde, na prosperidade ou na adversidade, e manter-se fiel a ela enquanto os dois viverem?".

Para mim, estes votos pareciam simples, mas ao longo destes 25 anos de casamento entendo perfeitamente a importância dos mesmos. Saúde e Prosperidade parece ser mais suave e amoroso, mas é na enfermidade e na adversidade que o verdadeiro amor aparece, e hoje compreendo todo seu amor e cuidado para comigo.

Este amor é fruto de duas histórias, duas vidas e uma única e abençoada visão. Não tenho como não lembrar de nosso início.

Luis Antonio era um menino quieto e tímido, mas observador. Aos 12 anos foi vocacionado a cuidar da Casa de Deus, mas queria uma família abençoada, e isto não seria possível na igreja em que estava. Então decidiu guardar o seu coração apenas para uma pessoa especial, assim não se machucaria - pensou ele. É verdade que conheceu algumas moças simpáticas  e outras bonitas, mas nenhuma lhe despertava o interesse de entregar o coração. Ao mesmo tempo em que desejava relacionar-se com elas, tinha convicção de que não entregaria o coração para nenhuma delas, e por isto se guardou.

Certo dia chegou ao trabalho logo cedo e sentiu um vazio dentro de seu peito, algo diferente que nunca havia sentido antes. Então percebeu que estava sozinho, algo que nunca o incomodara, mas que neste momento passava a ter importância, percebeu então que havia chegado o momento de ter alguém especial para compartilhar sua vida.

Toda noite voltava de ônibus para casa após o estudo, cursava o segundo grau técnico em eletrônica no CEFET, e seu colega lhe falava da sua namorada, e como esta rechaçava todas as suas investidas, algo incomum nestes tempos. Isto lhee chamava a atenção e dizia a Deus que desejava uma mulher com este mesmo caráter.

Telma sempre foi uma moça sorridente e alegre. Desde seus nove anos orava a Deus para que cuidasse de seu futuro esposo. Pedia a Deus todo tipo de cuidados para com ele, além é claro de colocar uma lista de exigências. Desejou edificar uma família segundo o coração de Deus e por isto sempre se guardou e a nenhum rapaz entregou seu coração. Seu namorado na época conhecia o Luis Antonio, pois estudavam juntos, e comentava dele para a Telma. Seu namoro já não estava tão bem e um dia estavam numa lanchonete na rua XV.

Chamou a atenção da Telma certo rapaz que caminhava pela calçada, notava algo diferente nele.

- Aquele lá é o meu colega que te falo sempre. Disse seu namorado.

- Qual? Perguntou ela com os olhos fitos naquele rapaz.

- Aquele com uma jaqueta marrom. Disse ele.

- Aquele assim e assim?

- É, este mesmo! Ele disse. Era o mesmo rapaz que ela olhava caminhando na calçada.

Um dia, já decepcionada com os rapazes que conhecia orou a Deus novamente, pois desejou compartilhar sua vida com alguém que pudesse fazê-la feliz e realizarem juntos seus sonhos.

Na formatura do CEFET o colega pede ao Luis Antonio o seu convite da festa para poder levar um convidado e vai buscar o convite com sua namorada. Quando Luis Antonio viu a Telma pela primeira vez seu coração disparou, quando seu cheiro chegou às suas narinas foi como se o tempo tivesse parado e uma convicção brotou no seu coração.

Disse para si mesmo: - Esta moça é maravilhosa! Certamente eu ficaria com ela até o fim da minha vida.

Mas infelizmente estava namorando e seu colega ainda. Sentiu por não tê-la conhecido antes.

Quem diria,  um dia aquele mesmo colega comum liga para o Luis Antonio e diz: - Quero te convidar para o meu casamento!

Luis Antonio deveria ter ficado alegre, mas ficou aflito imediatamente. - Quem será a sua noiva? - pensou ele. Mil pensamentos passavam pela sua cabeça. Não poderia ser a Telma, a única moça que havia despertado nele algo diferente e uma vontade de estar com ela para sempre. Seu mundo ruiu ao ouvir aquele convite, um misto de alegria pelo colega e profunda impotência lhe invadiu o coração. Por que não revelei meus sentimentos a tempo? Com muito cuidado para não revelar sua frustração, pergunta: - Quem é a noiva?

- Fulana de Tal. Diz seu colega.

- Fulana de Tal?  Diz Luis Antonio explodindo de alegria.

Sem poder se conter pergunta: - E a Telma?

- Acabamos faz algum tempo. Diz seu colega de maneira triste.

Neste momento Luis Antonio não podia mais conter a sua alegria, seu colega iria casar e não era com a Telma. Deus realmente é muito bom para comigo. Pensou Luis Antonio.

Imediatamente sua timidez se foi, não iria perder mais nenhuma oportunidade de poder se relacionar com a Telma, e disparou:

- Colega, você tem o telefone da Telma?

- Ah! Então você estava de olho nela? Disse seu colega surpreso.

- Sempre a achei bonita e atraente, mas nunca fiz absolutamente nada e devido a sermos colegas respeitei o namoro de vocês. Mas agora você vai casar com outra, não me leve a mal. Disse Luis Antonio.

Por fim acabamos indo juntos ao casamento do colega, e claro, não poderia mais perder nenhuma oportunidade, uma moça especial como esta Luis Antonio não encontraria jamais. Após o casamento outro colega deu uma mãozinha, os convidou para jantar juntos e simplesmente não foi. Que colega batuta este, ficou somente Telma e Luis Antonio naquele primeiro jantar.

Passamos todo o jantar conversando e Luis Antonio juntando todas as forças e coragem dentro de si para ao final disparar a queima roupa: - Quer namorar comigo?

Ela ignorando completamente que Luis Antonio estava suando frio diz que precisava falar com seu pai antes pois haviam algumas situações a resolver com ele antes.

Finalmente ela disse sim e o coração do Luis Antonio se encheu de alegria. Nunca havia estado tão feliz em toda a sua vida. Veio o noivado, depois o casamento e  a chegada dos amados filhos.

Há poucos dias quando fomos comprar as novas alianças, aquela que contem ouro branco, nos demos conta de que o local em que era aquela lanchonete na Rua XV hoje é uma joalheria e estávamos justamente lá finalizando a aquisição da aliança.

De tantas joalherias que existem na cidade acabamos escolhendo bem aquela.

Telma, de tantas pessoas que existem, escolhemos um ao outro, e quero te dizer que aquele mesmo frescor e alegria por estar com você se mantem no meu coração. Muito tempo se passou, assim como muitos acontecimentos, mas meu amor por você permanece.

Telma, quer casar comigo de novo?

A oração sacerdotal

Números 6:23 Fala a Arão, e a seus filhos dizendo: Assim abençoareis os filhos de Israel, dizendo-lhes:
24 O SENHOR te abençoe e te guarde;
25 O SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;
26 O SENHOR sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
27 Assim porão o meu nome sobre os filhos de Israel, e eu os abençoarei.

Já pronunciei esta oração muitas vezes durante cerimônias de casamento, normalmente ao final, mas estes dias ela tem tomado um sentido diferente e mais amplo para mim.

Observe que há três pares de bênçãos relacionadas, enquanto o verso 27 pronuncia a sétima benção tornando a oração perfeita.

A conexão destas três partes com as três pessoas do Deus Triuno é facilmente observado através das palavras do apóstolo em 2Co 13:14 "A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós.".

A primeira bênção aqui representada diz que somos preservados pelo amor de Deus Pai, Criador de todas as coisas.

A segunda bênção fala da Graça de Deus revelando-se a Sí mesmo através de Cristo Jesus, que por Sua misericórdia nos salvou.

A terceira bênção se refere à uma experiência única com o Espírito Santo de Deus, sermos iluminados por Este e recebermos tudo o mais que se segue ao trabalho do Espírito Santo em nós.

Este Deus é comprometido conosco e Seu nome está sobre Seu povo tornando-os Seus representantes aqui na terra. Ele se comunica pessoalmente com aqueles que são Seus, que não se envergonham de chamá-lo de Senhor.

Minha esposa eu temos recitado este verso um para o outro com freqüência. Sempre traduzimos o verso para nós mesmos, contextualizando-o, ou seja, examinando se estamos aplicando efetivamente em nossas vidas ou é simplesmente um texto, e isto tem trazido resultados impressionantes.

Certo dia sai para o trabalho e em dado momento estava ansioso e tenso. Liguei para casa e minha esposa recitou este versículo para mim. Aquelas palavras tiveram um efeito intenso sobre meu estado de espírito, que imediatamente foi transformado. Eu simplesmente compreendi sua sinceridade e amor para comigo que penetrou profundamente meu coração enquanto o amor de Deus se tornava extremamente real para mim naquele momento.

Algo havia mudado e foi o mover de Deus através da Sua graça e da intercessão amorosa de minha amada esposa.

Amado, tome consciência todos os dias do amor de Deus para com você e liberte-se da opressão do mundo.

 

Salmo 4

Salmo 4:1 Ouve-me quando eu clamo, ó Deus da minha justiça, na angústia me deste largueza; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração.2 Filhos dos homens, até quando convertereis a minha glória em infâmia? Até quando amareis a vaidade e buscareis a mentira?3 Sabei, pois, que o SENHOR separou para si aquele que é piedoso; o SENHOR ouvirá quando eu clamar a ele.4 Perturbai-vos e não pequeis; falai com o vosso coração sobre a vossa cama, e calai-vos.5 Oferecei sacrifícios de justiça, e confiai no SENHOR.6 Muitos dizem: Quem nos mostrará o bem? SENHOR, exalta sobre nós a luz do teu rosto.7 Puseste alegria no meu coração, mais do que no tempo em que se lhes multiplicaram o trigo e o vinho.8 Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR, me fazes habitar em segurança.

Este salmo, por exemplo, poderia ser chamado de “Hino para a Noite”, pois no verso 8 o salmista fala em deitar e dormir em paz, aliás, algo que muitos hoje em dia buscam na vida e não encontram.

                O número de pessoas que dormem e não descansam é muito grande hoje em dia. Não têm paz!

(mais…)